Produtividade: metralhadora ou rifle sniper?

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Email -- Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×
969-preview

Produtividade: metralhadora ou rifle sniper?

Que a produtividade é algo que todos precisam cada vez mais, ninguém duvida. A produtividade pode ser como uma metralhadora ou rifle sniper. Pode disparar mil ações e pensamentos por minuto ou se concentrar em um alvo e acertá-lo com eficiência.

Necessária produtividade

É essencial o cuidado com a produtividade, tanto para empresa quanto para profissionais. Produtividade está mais para uma engenharia de comportamento bem organizada e construida, do que para um espontâneo crescimento dessa capacidade e comportamento. É evidente a necessidade de se gerar mais resultados com menos recursos investidos, de fazer com mais qualidade em menos tempo, de ser mais rápido, mais barato, mais lucrativo, com menos esforço, com menos gente, com menos estresse e assim vai.

Então, depois de uma palestra empolgante, de ideias iluminadoras em um treinamento, ou mesmo depois de uma aquecida reunião de equipe, que nos dá uma consciência mais clara das mudanças, do potencial e do foco, nosso impulso é nos tornarmos mais “produtivo”, cheios de energia e disposição às mudanças, com iniciativa e começar a fazer, e fazer e fazer e fazer mil coisas ao mesmo tempo, tudo o que for preciso para obter os resultados "extra-ordinários" que nossa imaginação espera alcançar.

Produtividade: imperativo x hiperativo

Onemanband

Produtividade hiperativa: Homem-orquestra

O imperativo da produtividade não precisa (e nem deve) ser "hiper-ativo". Ser produtivo não tem a ver com quantas atividades simultâneas se executa, como uma banda de um só homem; tem a ver sim com o quanto se consegue realizar. Mesmo que pareça óbvio, convido o leitor a pensar no quanto se investe de recursos físicos e pessoais para fazer algo acontecer; geralmente esses recursos são limitados; pode-se perceber que há sempre um esforço considerável para realizar o que vale a pena, com escolhas, consequências, tempo e outras variáveis importante no processo da realização. Aumentar a produtividade é fazer o melhor uso desses recursos para atingir os fins esperados; iniciativa é essencial, mas a “acabativa” é igualmente requerida para que não se desperdice tempo e recursos.

Produtividade metralhadora

Poucas ocasiões pedem uma ação dramática, massiva e quase descontrolada, como um soldado (com medo ou com raiva) e sua metralhadora, que atira para todos os lados, sem tirar o dedo do gatilho. Já viu isso em algum filme “hollywoodiano”? Esse soldado desesperado chega correndo, fazendo barulho, levantando poeira, fazendo fumaça e deixando um rastro (de destruição) de tarefas iniciadas e inacabadas, erros, retrabalhos e delegações mal feitas. E então a produtividade tem uma explicação glamorosa do quanto me esforço, quanto eu trabalho... mas como se realiza pouco com essas atividades hiperativas.

Na vida real, não existe munição infinita; devemos considerar as consequências, a finitude, a escassez, a incerteza, a sustentabilidade, os custos relativos aos recursos disponíveis. O profissional e a empresa precisam estar atentos a modos de uso racional para economizar sem perder, fazer sem gastar etc. Cada vez menos há espaço para metralhadoras desvairadas; precisamos mais de atitude e preparação de atiradores de elite (sniper).

Produtividade rifle sniper

O atirador de elite é o máximo da efetividade e produtividade, juntando a eficiência (fazer do modo certo) com a eficácia (fazer o caminho certo, alcançar o alvo). Aparentemente ele não corre muito risco, ele quase não se esforça, não faz alarde, "fica na sua", concentrado e atento ao que acontece. Mas no momento em que ele identifica a oportunidade de agir, ele decide e executa seu plano, suas ordens etc. A verdade é que ele faz mira, se concentra e acerta precisamente um alvo de cada vez. É a "acabativa": um tiro por alvo, sem desperdícios, com precisão e eficiência. Essa é a imperiosa produtividade.

Como ter produtividade sniper

As analogias aqui empregadas são para ilustração de um princípio de produtividade, e não um posicionamento pró-guerra ou qualquer apologia a violência no contexto empresarial. O mundo empresarial já é comparado constantemente com um campo de batalha, porque sua semelhança com uma guerra é patente. O que importa aqui é o princípio da produtividade, a efetividade que o profissional e a empresa podem desenvolver ao se concentrar, conhecer os processos de sua atividade, decidir em tempo hábil e agir em prol de seus objetivos claros e resultados esperados.

É pela economia, precisão e determinação que trago a figura do sniper como símbolo da produtividade profissional, construindo os resultados necessários, de modo certeiro. Digo “construindo” porque a atitude produtiva não nasceu pronta, mas se formou com muito treino, disciplina e objetivo claríssimo. Para ser produtivo ou aumentar sua produtividade é preciso aprender a ser como tal, criar seu modo, experimentar e arriscar, desenvolver hábitos de produtividade.

Lembre-se:

  • A munição não é infinita
  • Fazer muito não significa produtividade
  • Acabar o que começou sim eleva sua taxa de produtividade
  • Objetivo claro + manter o foco é a alma da produtividade

 

Escute. Pratique. Multiplique.

[/mp_span] [/mp_row]
ettore

About Ettore Riter

Psicólogo, Psicoterapeuta, Coach. Atuando profissionalmente desde 2001. Especialista em Gestão de Pessoas por Competências, Desenvolvimento de Potencial Humano nas Organizações e Psicoterapia Breve. Trabalha com o propósito de auxiliar e estimular o desenvolvimento das pessoas através de diálogos relevantes, para construir uma vida que vale a pena.